Arquivos para posts com tag: oportunidade

Pra resumir, no Top 10 de jogos vendidos a franquia tem 4 títulos. Mario que é Mario só tem 2. Modern Warfare 1 e 2, o mais recente BlackOps e World at War são os presentes na lista. Confere no infográfico. Clica na imagem pra visualizar em tamanho completo.

Eu havia decidido que não ia fazer um review do que estava sendo cada uma das apresentações que me dispus a assistir na Feira do Empreendedor de Teresina, continuo da mesma forma, o que farei é apenas dá um impressão conjunta nas três que poderiam me chamar a atenção.

Com um título da moda, Inovação e Sustentabilidade, Mário Castelar teve presente e tentou mostrar como a empresa na qual é diretor de marketing procura se adaptar ao mercado utilizando de algumas ‘novas ferramentas de comunicação’ e foi enfático ao dizer que é impossível ser 100% sustentável, até que enfim alguém que tem gola branca admitiu isso. Outro ponto importante foi sua percepção ao que costumo falar aqui, sobre o consumidor, aliás, esse nome não é adotado por Castelar, pois se assim fosse sesse o mesmo deveria ser chamado de jornalista, editor, cinegrafista, fotógrafo, na época do já adulto jargão “Faça você mesmo”. E tá aí que concordo também, o velhinho, chamado assim pelos meus vizinhos de cadeiras que o  acharam um tanto fraco nas suas palavras não perceberam que o ponto em questão era sobre como atender um mercado que está disposto a pagar por as experiências que alguém pode lhe oferecer, mesmo que pra isso ele pense a longuíssimo prazo.

Enquanto Stalimir que bebeu da água do Poti e se acostumou a passear por aqui falando de casos em que vingaram em suas terras e outros que ficaram pelo caminho, sem muito de valor na oportunidade dada e com muita marca pra mostrar nos fazendo esperar por quarenta minutinhos num ambiente que não estava tão refrigerado mas que tremia feito queixo no frio, ou ainda, quando Ricardo nos confundiu sobre sua era digital e tratou de assuntos bem pré-históricos com pontos sociológicos, podemos tirar disso duas conclusões, ou esse público cheio de livros e conhecimentos divulgados nos subestimam, ou eles camuflam o pulo do gato para que não o peguem na virada da esquina.