O ser humano tem, mesmo que por inconsciência, o sol como relógio biológico. Ele é uma das bases para o organismo manter suas  atividades físicas, fisiológicas e psicológicas em pleno funcionamento.

Um cidadão que trabalha no mínimo 08 horas por dia, é bastante comum hoje, ainda ter presença em mais 04 horas em cursinhos ou faculdades e mais 04 horas para alguma atividade secundária, no meu caso, freela (designer). Essa pessoa precisaria de número igual em horas para repôr suas energias para o próximo dia, logicamente que além do trabalho há outras atividades a serem desempenhadas no período em que se encontra acordado. Mas contem comigo: 08+04+04 = 16, se o dia tem 24 horas, sobram apenas 08 para o repouso, todos entendem que o dia precisaria ser esticado para 32 horas daqui pra frente? Será um quarto turno sendo inserido nas vidas dessas pessoas?

No dia-a-dia das cidades conturbadas, é cada vez mais escasso o tempo disponível para a reposição de energias e as férias não são mais sinônimos de descanso. É nesse meio tempo que as pessoas dão continuidade a projetos estagnados e atividades extras que não foram desempenhadas durante sua atividade principal enquanto não estavam de férias.

Eu estou de férias, mas não vejo diferença e tenho visto amigos indo para o trabalho durante suas férias, então, “#comofas”?

Anúncios