Sabe, às vezes me pergunto se estou no lugar certo. Por que tenho certeza que o tem sido feito até o momento, tem sido programado, será que devo mudar de rumo? Não é possível que alguns seres que permeiam entre os demais desse país, em especial em salas de aula, onde praticamos atividades acadêmicas noturnas não entendam alguns conceitos básicos mesmo estando no último quarto de um caminho.

Acredito que alguém que tenha o mínimo de senso crítico, aliás, não vou longe, basta ter senso comum, não entenda que além de extrair pensamentos pela quinta vez consecutiva de um instrutor novo e paciente está fazendo com que o seu próprio esforço, financeiro e mental esteja sendo gasto por que não tenha visto algumas simples palavras no momento em que foi recomendado.

Aí você pensa. Foi só essa, depois piora melhora. Tentando ser educado, você finge que não escutou algumas gafes, por que não é possível que 4P’s de Mkt significa algo do tipo Pai Pateta Paga Professor. Fica a sensação de que não adianta correr, se o restante ainda amarra o cadarço e não dar a largada por que não há 50%+1 no ponto ao seu lado.

A vontade é de ficar em casa, principalmente depois de mais um dia de trabalho e aquelas ladainhas todas de cansaço. Talvez ouvindo música ou na frente de uma TV com seu game, bem mais proveitoso e mesmo sendo uma forma de lazer você abstrai conteúdo da letra de uma canção ou ainda pratica o seu inglês com puzzles dos jogos, mas a porcaria de um “F”, literalmente faz falta para completar aquela carga horária mal executada e que no próximo período vai custar caro.

Agora pergunto a quem quiser colaborar, não precisa dar a solução, apenas indicar algumas formas que começariam a construir uma política que colabore para uma vontade comum, que não seja apenas concluir o curso e ter um diploma, esse não tem importância, mas sim concluir e mudar o que nós presenciamos durante os anos anteriores enjaulados numa sala, ou será que apenas eu tenho essa visão?

Anúncios